Últimas Notícias


Celebração do Seder Pascal 2016 na Paróquia São Sebastião

 

     Foi realizado nesta sexta-feira, dia 11 de março de 2016, o Seder Pascal em nossa paróquia.

     O Seder Pascal que contou com a presença do Padre Luiz é o mais alegre e inesquecível de todos os ritos familiares do judaísmo. Nele se celebra o acontecimento fundamental da história e espiritualidade do judaísmo: o fim da escravidão e o início da liberdade. Consiste na participação em uma refeição simbólica (antes da refeição real), no qual cada elemento lembra um aspecto da noite que Deus tirou o povo do Egito. As ervas amargas lembram os sofrimentos dos antigos pais; a pata do cordeiro assado, o sacrifício do cordeiro que obriga o anjo da morte a "passar a diante" nas portas dos judeus; o haroset, um doce feito de mel e nozes, a alegria e doçura da liberdade.
     A primeira cerimônia do seder é a benção de vinho ou kidush que se bebe enquanto uma criança faz as perguntas rituais sobre o sentido do pessach. As respostas são dadas pelo chefe da família, enquanto se põem os alimentos na mesa: o pão ázimo, as ervas amargas, o cordeiro assado e um ovo que representa a destruição do templo de Jerusalém.
     Durante o seder, são tomadas quatro taças de vinho. Após a refeição, as crianças vão em busca da sobremesa afikomam, escondida pelo pai no início da cerimônia. O doce é distribuído entre os presentes que, depois de degustá-lo, não poderão tomar nada de sólido até o final da noite. Faz-se a benção de ação de graças e é tomada mais uma taça de vinho (a quinta), dedicada ao profeta Elias.
     O encerramento formal do seder inclui uma série de canções e melodias que podem continuar pela noite adentro, sendo que a última, intitulada "No ano que vem em Jerusalém" é um voto de esperança que manifesta o que está no coração de todo judeu: que se restabeleça o reino de Deus e que Jerusalém seja o símbolo, embora incompleto, do viver dos tempos messiânicos.